Prefeitura de Boituva confirma morte por H1N1

Morte em Boituva

A prefeitura de Boituva (SP) confirmou nesta quinta-feira (6) que foi registrada uma morte por H1N1 neste ano na cidade.

(Correção: a reportagem errou ao afirmar que tinham sido confirmadas duas mortes por H1N1. A informação das duas mortes foi passada por mensagem pela assessoria de imprensa da prefeitura. Minutos mais tarde, a assessoria informou que foram dois casos, com uma morte.)

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, a vítima é uma mulher de 50 anos, moradora de Boituva (SP), que foi internada no final do mês de maio. Um outro caso da doença foi confirmado em uma segunda pessoa, que também mora na cidade mas contraiu a gripe na Europa.

A prefeitura disse que não há epidemia da doença na cidade e informou que a gripe H1N1 é a mutação do vírus da gripe comum e, por isso, é necessário ficar alerta em relação aos sintomas.

"Infelizmente tivemos este caso confirmado, mas não é algo que pode ser considerado como surto ou epidemia. A população não precisa se alarmar neste momento porque temos a vacina disponível pra toda a população nos postos de saúde e protocolo de atendimento no pronto-socorro do hospital de Boituva", diz Élcio Sena, secretário de Saúde da cidade.

 

Vacinação

 

Em Boituva, as doses para prevenir contra a gripe estão disponíveis em todos os postos de saúde das 7h às 17h e qualquer pessoa pode se imunizar.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tinha como meta vacinar 90% do público-alvo até o dia 31 de maio. No entanto, 79% das pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha se imunizaram na cidade.

Fonte:G1 Itapetininga

Comentários